África

Safári a cavalo- O continente africano é uma miscelânea de culturas, cores e paisagens. Safari é uma palavra Swahli que significa “journey” ou “to travel” mas se transformou em algo romântico, exótico, uma aventura com estilo. No filme, Robert Redford e Merry Streep bem representam este espírito.
Uma das coisas fascinantes de uma viagem a África são suas histórias e lendas. O continente esconde em seu interior uma serie de mistérios, onde ficção e realidade se misturam.
A cavalo podemos participar de cenas da vida selvagem em seu habitat natural e desvendar de forma única seus maravilhosos cenários.
Em tempos de recomposição política e jurídica da Africa, é interessante pensar como tudo lá é ainda muito recente. Em 1918 com exceção de 3 países (Libéria, Etiópia e Africa do Sul) não havia no continente negro nenhuma nação independente. Já em 1945 existiam mais de 40 países, em graus diferentes e variáveis de independência jurídica e política e agora, com quase 1 bilhão de habitantes, o continente passa por nova fase de grande transformação.
Eu fiquei fascinado desde a primeira viagem, e voltei várias vezes. (foram mais de 15 diferentes safaris a cavalo entre Africa do Sul, Botsuana, Namíbia e Zimbabue).
Vou narrar aqui nesse espaço um pouco dessas experiências.

f

Deixe um comentário